publicidade
Portal Sucesso
Portal Sucesso no Facebook Portal Sucesso no Instagram Portal Sucesso no Youtube Portal Sucesso no Twitter




Notícias

26 de dezembro de 2013 Por Thiago Mourato

Retrospectiva sertaneja 2013

Nos últimos doze meses, o sertanejo se manteve como o estilo mais popular do país, abocanhando grande parte do tempo nas rádios e ganhando cada vez mais espaço na TV. Iniciativas como a transmissão do Festival Villa Mix pela Globo e a criação do Festival Sertanejo no SBT só mostraram a penetração que a música sertaneja tem junto ao grande público.

A PIRADINHA QUE GRUDOU NA CABEÇA DO POVO 

Como nos anos anteriores, novas levas de artistas surgiram rapidamente, sempre emplacando nomes diferentes nas paradas. Entre essas revelações, um deles superou todas as expectativas e foi responsável pelo refrão chiclete do ano. Até 2012, Gabriel Valim era um nome restrito à região Sul do país e se acostumou a ouvir suas composições nas vozes de outros artistas.

A história mudou após ele ter a música “Piradinha” incluída na trilha sonora da novela “Amor à Vida” (Globo). Para ajudar, a música entra toda vez que uma das personagens mais cativantes da trama, Valdirene (Tatá Werneck), aparece. O resultado foi uma mudança total em sua rotina. De repente, Gabriel Valim se tornou estrela nacional.

Com contrato assinado com a Som Livre, o ano termina com o lançamento de seu primeiro CD por uma gravadora. Sua expectativa é manter a boa fase em 2014. Isso já será sentido na segunda quinzena de janeiro, quando as rádios começarão a tocar a ”romântica para dançar” “Medo de Você”. Mas Valim também confia no potencial de músicas como “Sainha Amarela”, “Tipo Jurerê” e “Vou Fazer Com Você”, todas do novo disco. Ainda no primeiro semestre, o sertanejo gravará seu primeiro DVD, que será lançado na segunda metade do ano.

OS RETORNOS 

O ótimo momento do sertanejo também pode ter contribuído para a volta de algumas duplas que estavam fora do mapa. Cleiton & Camargo e Edson & Hudson são os maiores exemplos dessa tendência. Ambas já estiveram entre as maiores do país e acabaram ficando para trás com a renovação da cena e a chegada de novos talentos.

Respectivamente, primo e irmão de Zezé Di Camargo & Luciano, a dupla Cleiton & Camargo se especializou em ocupar as paradas com versões de sucessos internacionais. Canções como “Se É Amor Não Sei” (“Take My Breath Away”) e “Quando Um Grande Amor Se Faz” (“Cantare È D’Amore”) tomaram conta das rádios e TV no fim dos anos 90 e início dos 2000. Isso não foi suficiente e a dupla encerrou as atividades em 2005. Oito anos depois, eles estão de volta com o lançamento do single “Onde Está”. Mas, a dupla não decepcionará àqueles que sentem falta das versões. No início do ano, eles lançarão o single “Vai Ser Bem Melhor”, versão para “Straight From The Heart”, de Bryan Adams.

O DVD “Faço Um Circo Pra Você” marcou a volta de outra dupla que estourou há alguns anos: Edson & Hudson. Mesmo sem emplacar um grande sucesso ao longo do ano, a dupla se manteve firme e lançou o CD “Na Hora do Buteco”, em outubro. Dessa vez, eles optaram por regravar clássicos que tocam nos bares por aí, como “Amor Perfeito” (Amado Batista), “Brincar de Ser Feliz” (Chitãozinho & Xororó) e “Talismã” (Leandro & Leonardo).

OS DESTAQUES 

Alguns artistas chegaram a um patamar que garantem sucesso em qualquer lançamento. Em 2013, essa teoria foi confirmada por Luan Santana, Paula Fernandes e a dupla Victor & Leo. Com projetos ousados e sempre buscando inovar, esses artistas representam o topo do que a música sertaneja produziu no ano.

Paula Fernandes reina absoluta como a voz feminina do sertanejo. O furacão de mídia que surgiu para o Brasil há dois anos atravessou 2013 colhendo os frutos do sucesso alcançado pelo EP “Um Ser Amor” e pelo DVD “Multishow Ao Vivo – Um Ser Amor”. Hoje, é bem difícil imaginar um cenário no qual Paula Fernandes não esteja entre os maiores da atual música brasileira.

Luan Santana é outro que fincou uma bandeira entre os grandes da música. Assim como Paula, o cantor passou o ano sem maiores percalços, colocando hits nas rádios e terminando 2013 com o lançamento de um DVD fora dos padrões brasileiros. “O Nosso Tempo É Hoje” não traz nenhuma novidade em relação à sonoridade, mas coloca o sertanejo em um cenário que só havia sido visto em espetáculos internacionais. As chamas que formam o palco lembram mais um show de música eletrônica, mas a essência de Luan não mudou. O ídolo se manteve conquistando o coração das fãs, maioria delas lembra o público de boys band.

Desses três, a dupla Victor & Leo foi a que mais arriscou no som. Lançado em agosto, o CD “Viva Por Mim” escancarou todas as influências dos irmãos, sem restrição de estilo, indo do r&b ao pop, passando pelo hard rock. Ao contrário do que muitos poderiam imaginar, a empreitada deu certo e já no primeiro single, “Na Linha do Tempo”, eles conseguiram emplacar uma das músicas do ano. Foram dez semanas em primeiro lugar e a música ainda aparece entre as mais tocadas.

Comments

Comentários



publicidade