publicidade
Portal Sucesso
Portal Sucesso no Facebook Portal Sucesso no Instagram Portal Sucesso no Youtube Portal Sucesso no Twitter




Notícias

26 de novembro de 2016 Por Gilmar Laurindo

Elba Ramalho lista álbuns importantes para sua vida

Elba ramalho 1

O Grande Encontro, a bem-sucedida reunião de Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Alceu Valença e Zé Ramalho, que resultou num dos álbuns mais aclamados da MPB – gravado na casa de shows Canecão (Rio de Janeiro) e lançado pela BMG Ariolla –, comemora 20 anos. Para lembrar a data, Elba, Geraldo e Alceu decidiram retomar o projeto, sair em turnê e registrar o novo show para lançamento em CD e DVD ao vivo (a data e o local da gravação do projeto ainda não foram anunciados). Por questões de agenda, Zé Ramalho acabou não podendo participar deste revival.

Mesclando, no repertório, clássicos da MPB, música nordestina e sucessos dos três artistas, O Grande Encontro 2 traz ainda três músicas inéditas – Ciranda da traição (Alceu Valença), O melhor presente (parceria de Elba, Geraldo e Toni Garrido) e Só depois de muito amor (Geraldo Azevedo e Abel Silva). No mês de outubro, a tour passou por São Paulo, Teresina, Brasília, São Luis, Uberlândia e Salvador. Em novembro, estará em cidades como Vila Velha (4), Campina Grande (25) e João Pessoa (26). Em dezembro, passará por Olinda (2) e Fortaleza (3). Em tempo: os shows estão sendo marcados de acordo com a compatibilidade das agendas dos três artistas, que continuam em paralelo realizando apresentações solo em todo país.

No mês de outubro, Elba Ramalho, enquanto festejava mais uma indicação para o Latin GRAMMY – ela já foi indicada ao prêmio quatro vezes, venceu em 2008 e 2009 e neste ano é finalista na categoria Melhor Álbum de Música de Raízes com Cordas, Gonzaga e afins –, topou participar desta seção de SUCESSO!. “É gostoso parar e pensar nos discos prediletos, mas também é uma tarefa muito difícil. Eu queria poder listar 100 títulos. Mesmo assim, alguns discos marcantes ficariam de fora. Música tem muito a ver com o momento. Durante o último o verão, escutei bastante o disco Cosmotron, do Skank. Algum tempo atrás, fiz o mesmo com o CD da Monique Kessous. É uma escolha bem difícil eleger 10 títulos, mas vamos ao trabalho”, afirmou. Confira a seguir os álbuns eleitos por Elba Ramalho:

1 – Luiz Gonzaga
São João na roça (1965)
“Escolho este disco específico, entre dezenas de bons títulos do mestre Gonzagão, pela memória afetiva, pelas lembranças das festas juninas na minha infância e juventude e pelo que ele representa para mim enquanto intérprete, enquanto nordestina, enquanto brasileira”.

2 – Jackson do Pandeiro
Os grandes sucessos de Jackson do Pandeiro (1975)
“Me lembro deste vinil – que contém faixas como Morena bela, Tum-tum-tum, Casaca de couro e Forró de surubin – tocando na minha casa. Festas e celebrações embaladas por este gênio da MPB que influenciou muito a minha carreira. Um super craque.

3 – Billie Holiday
The essential Billie Holiday: Carnegie Hall concert recorded live (1956)
“Uma aula de música, um disco marcante, que capta a essência da apresentação ao vivo. Traz clássicos como Lady sings the blues e Don’t explain”.

4 – Bob Marley
Legend (1984)
“Sempre gostei de reggae, já gravei diversas faixas do gênero ao longo da minha carreira. E este artista é um ícone. Bob Marley é simplesmente o melhor. Quem conhece o ritmo sabe que este é um disco emblemático”.

5 – Caetano Veloso
Fina estampa (1994)
“Com pérolas como Maria Bonita e Recuerdos de Ypacaraí, este é, para mim, o melhor disco da carreira de Caetano. Tudo no lugar certo”.

6 – Lenine
Na pressão (1999)
“Sou suspeita para falar sobre Lenine. Fui a primeira a gravar uma composição dele (no caso, A Roda do tempo, parceria com Bráulio Pedroso) e sempre fui sua grande admiradora. Este disco mostrou toda a genialidade deste grande artista”.

7 – Lula Queiroga
Todo dia é o fim do mundo (2012)
“É um disco incrível, um trabalho que merece todos os elogios. Conheço Lula há mais de 30 anos. Ele sempre foi uma usina de ideias, é super criativo. Mas Lula superou as expectativas com este disco. Destaque para a co-produção de Yuri Queiroga”.

8 – Elba Ramalho & Dominguinhos
Baião de dois (2005)
“Gravei mais de 30 composições do mestre Dominguinhos e sinto muito não ter registrado este trabalho em DVD também. É um álbum primoroso, do qual tenho muito orgulho. Tem Eu só quero um xodó, Lamento sertanejo, Gostoso demais, De volta pro aconchego e tantas outras músicas marcantes”.

9 – Count Basie, Ella Fitzgerald e Joe Pass
Digital III at Montreux (1980)
“É um super encontro de craques. Gosto da gravação ao vivo, me identifico com o Festival de Montreux e é o tipo de disco que fico escutando repetidamente por horas”.

10 – Elba Ramalho
Do meu olhar pra fora (2015)
“Talvez seja o disco que eu mais goste da minha carreira. Ter meu filho Luã como produtor foi uma experiência grandiosa. Embora o disco reúna muitos ritmos, tudo tem o meu DNA, desde a primeira nota. O disco foi muito elogiado e o show derivado dele, idem. E foi um prazer imenso trabalhar com meu filho”.

Comments

Comentários



publicidade